Blog

08/08/2018

COMO PROTEGER SUA FAMÍLIA E SEU PATRIMÔNIO ATRAVÉS DO PLANEJAMENTO SUCESSÓRIO

 

A preocupação com a divisão do patrimônio ainda em vida já é uma realidade das famílias brasileiras.  Como sabemos, organização é tudo! Por isso, o planejamento sucessório vem se tornando cada dia mais comum em nosso cotidiano.

As pessoas que buscam esse tipo de planejamento esperam como resultado a estruturação do patrimônio, a minimização dos impactos sucessórios, a minoração de tributos e o bom convívio entre a família, uma vez que a transmissão após a morte pode gerar disputas desgastantes entre os herdeiros e sucessores, além de ser, na maioria das vezes, tributariamente desvantajosa.

O planejamento sucessório nada mais é que o registro legal da maneira a ser feita a transferência dos bens após a morte.

A sucessão sem planejamento anterior, onde normalmente se faz necessária a abertura de um inventário, ocasiona uma razoável perda financeira decorrente da demora da solução por parte do judiciário.  O planejamento pode não excluir a necessidade da realização do inventario, mas o torna muito mais tranquilo e célere. Quem demora a vida inteira para estruturar seu patrimônio dificilmente ficaria feliz em vê-lo se dilapidando por conta de tal morosidade e por desentendimentos familiares.

Por serem variadas as realidades patrimoniais, o estudo do planejamento sucessório deve ser feito de maneira especifica e minimalista. Vários são os procedimentos possíveis para que a sucessão seja feita de maneira tranquila, pacifica e economicamente vantajosa.

Você deve estar pensando: “Ah, mas o planejamento sucessório é necessário só em casos em que a pessoa possui muitos bens ou tem como parte do patrimônio uma grande empresa”. Pelo contrario, o planejamento sucessório é indicado para todos os tipos de patrimônio, já que possuindo um ou vinte bens a sucessão deverá ser feita da mesma maneira, com um processo de inventario longo e caro, possibilitando a fadiga emocional dos entes que aqui permaneceram.

Sendo assim, o planejamento sucessório pode ser considerado como um investimento para o bom andamento do patrimônio no futuro, uma vez que a transmissão ocorre de forma planejada e seu custo se divide no decorrer dos anos, de acordo com as possibilidades de cada família. É também considerado um bom investimento por proteger o patrimônio existente e possibilitar a prolongação empresarial patrimonial. Para isso, é importante o acompanhamento de uma equipe jurídica qualificada para que tudo seja feito da melhor forma possível.

POSTS RELACIONADOS

QUESTÃO DE TESTAMENTO
Quase todas as pessoas já ouviram falar em testamento e no fato de que é um documento que serve para expressar, em vida, os desejos de uma pessoa para o que ocorrerá com seus bens e intenções após o falecimento. O...

» ler post

3 ERROS COMETIDOS AO PLANEJAR A SUCESSÃO FAMILIAR
Em meu último vídeo dei algumas dicas sobre como obter maiores chances de sucesso e alcançar os resultados esperados em um planejamento de sucessão patrimonial familiar. Apesar de existirem várias estratégias e fe...

» ler post

QUANTO CUSTA UM PROCESSO DE INVENTÁRIO JUDICIAL?
Inicialmente, cabe explicar que o inventário é um processo que sobrevém à morte, em que haverá a divisão da herança líquida aos herdeiros, após a apuração dos bens, direitos e d&...

» ler post

ATÉ ONDE VAI A RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS POR DÍVIDA DA EMPRESA?
Inicialmente, é necessário distinguir as sociedades de responsabilidade limitada das sociedades de responsabilidade ilimitada. Os sócios participantes de empresa de responsabilidade ilimitada respondem com seus bens pessoais. Todos o...

» ler post

ITCMD, O QUE VOCÊ PRECISA SABER?
O ITCD ou ITCMD é um imposto de competência estadual, ou seja, cabe cada Estado regulamentar sua cobrança dentro de seu território, obedecendo aos limites constitucionais previstos para este tributo. Este imposto é cobra...

» ler post

HOLDING FAMILIAR COMO ESTRATÉGIA DE PLANEJAMENTO PATRIMONIAL E SUCESSÓRIO
A abertura da sucessão é sempre um momento delicado para qualquer família. Além de lidar com a perda de um ente querido, a partilha da herança, quando não planejada previamente, poderá acarretar diversos co...

» ler post

TESTAMENTO: A IMPORTÂNCIA DAS DECLARAÇÕES DE ULTIMA VONTADE
Quando se pensa em Planejamento Sucessório, uma das opções a ser estudada é a elaboração de um testamento. Testamento é o documento através do qual alguém pode dispor de seu patrimônio, ...

» ler post

Blindagem Patrimonial - Mitos e Verdades
Blindar - verbo - Tornar(-se) resistente, guardar(-se) ou proteger(-se) ao máximo contra-ataques ou influências maldosas ou danosas; resguardar(-se).  Intocável - adjetivo - em que não se pode...

» ler post



`